sexta-feira, 31 de outubro de 2014

REVISITA 23: CONTAS DE BRILHO

Mostra-me como o silêncio
Com que envolves o melhor momento
Alimenta teu sonho

E de mim terás a promessa
De não violar tua cidadela
Castelo dos teus segredos

Peço-te ainda, e não mais que uma vez
Para ensinar-me o mergulho
Tenso, agudo, profundo
No negro lúcido dos teus olhos
Par de contas translúcidas

E de mim terás quase tudo
Quase a metade do mundo

A metade que te falta
Para saíres das sombras...

15/09/1982

CULTURAL

Agora a gravidade jaz seu serviço com incompetência...
Horizontalizou-me a paixão - mas sem crise de abstinência...

Agora a gravidade da condição me estrala sem demência...

(verticalizou-se em sazonalidade com demais consciência)

...

[o gravitacional
naturaliza mal]

quinta-feira, 30 de outubro de 2014

REVISITA 22: A PENUMBRA

Viste dois flocos de neve, pequeninos
tirados da escuridão
- teus olhos, brancos de susto
arregalados diante de mim!

Faz-se de espelho, o meu ser
dos teus medos o reflexo de anseios
- do silêncio, onde não caminhas
por ser negro invisível

Vivos na penumbra, fogem as mãos
os pés, o corpo, vestidos
de tecido mais fino, sem estrelas
sem mais máculas...

De forma que, minha querida
foram só dois pontos claros, pequeninos
fazendo par, como nós
diante do desconhecido.

25/08/1982

REVISITA 21: FANTASIA MATUTINA

No limiar das trevas para a claridade
pululam dedos do incriado.
São luzes cortando o ar já refeito
das mazelas dos respirandos do dia anterior.

Da densa noite ficou um rastro
iluminado por desejos de um sonho.
Verde floresta de criaturas e cogumelos
perdeu-se incompletamente.

Sobe o sol por cima do real
movimentando o calor da angústia rotineira.
Rostos de reconhecida ambiguidade
são pedras jogadas no caminho.

Anda a roda gigante - logo densa outra noite
recobrirá o que descansa a vida.
Livre no sono a procura
sonhará perdida a floresta encantada.

27/07/1982

AO SENHOR DA CHUVA

O clima lava o mundo.
O tempo lava a fundo.

O clima muda a fundo
O tempo muda o mundo.

(é cíclico e profundo
de fato o raso mundo

encíclico e jucundo)

quarta-feira, 29 de outubro de 2014

ON THE EDGE III

Há que destemê-lo:

- este fundo anelo
junto ao cerebelo.

ON THE EDGE II

... vida se apresenta
morte nos aguarda:

- entre tais certezas
por que a caminhada

pelas incertezas
mal nos representa?

(nossas inteirezas)

[vossa via larga]

{toda a repetência}

ON THE EDGE

... pois aqui já estamos
sem que percebamos:

- desde sempre andando
(desde que lutando)

ainda respirando;

pobre ou prosperando
rico ou conservando

nos precarizando

vivos entretanto...

domingo, 26 de outubro de 2014

QUADRA ELEITORAL

conjugações

Se candidato convincente
ou cotado com demérito

será futuro do presente
ou futuro do pretérito.

sábado, 25 de outubro de 2014

QUADRA QUÁDRUPLA DECADENTE

síntese & explicação

Trabalho
baralho

trabalho
baralho

baralho
baralho

paspalho
(caralho!...)

[eu trabalho
e embaralho

eu trabalho
e embaralho

se embaralho
mais baralho
(e o trabalho)

eu paspalho
pra caralho!...]

terça-feira, 21 de outubro de 2014

REGISTRO MECÂNICO

grilos?

Meu carro engoliu uns passarinhos
que agora comigo seguem rindo...

Meu carro engoliu dois passarinhos
quatro, seis, dez - ao invés de cinco

sete, treze, dezessete primos:

- pois pares formando casaizinhos
mostram porque estão reproduzindo...

domingo, 19 de outubro de 2014

QUADRA SOBRE DUAS PERNAS

homo ludens

Enquanto eu for isto
- o bípede arisco

meu prazer arrisco
sob o sol a pino!...

sexta-feira, 17 de outubro de 2014

GÊNESE

a Sebastião Salgado

Curvo-me à majestade do bardo!...

Seu olho magnificado
por tudo fotografado

profunda o veio largo

extremo e próximo
(do meio tácito)

humanizado
agridoce

salgado.

AO SENHOR DO TEMPO IV

perfurando outubro

Ao senhor do tempo
(que não me ouve mesmo)

pelo contratempo
(de não me ouvir mesmo):

- haverá pois tempo
de oxalá esquecê-lo!...

segunda-feira, 13 de outubro de 2014

DEMOCRÁTICA

uma diretriz

Da mídia a fera
a ser batida

é a atmosfera
da própria mídia

que vos sitia
em blogosfera.

O que se espera
que não se espera
(pois desespera)

- que poderia
- que deveria

pois mobiliza?

Da blogosfera
mais combativa

virá a esfera
que a publiciza:

a vida ativa
- mas coletiva.

domingo, 12 de outubro de 2014

REVISITA 20: O QUADRO

A parede do meu quarto pendurava uma curva
De uma estrada de pinheiros e árvores retorcidas
Encravando a sua forma em pedra fantasmagórica
Desde a tenra infância dos mistérios o fascinante

Quando eu nesse quadro mergulhava absorvido
Meus me tropeçavam os cascalhos do caminho
Eu jogava os olhos para trás do muro verde
Certo de encontrar muito melhor qualquer resposta

Ao chegar dobrando a vista da beleza de saber
Se a vida do outro lado da pedreira poderia
Restava acreditar já quando tudo escurecia
Dos receios desse tempo um então maior segredo

Agora há separados nós do quadro e do quarto
Longes do amado mundo e abandonando a alegria
Imaginando ainda que quanto mais escuro
Decerto encontrarão mais segredos qual respostas...

07/06/1982

sexta-feira, 10 de outubro de 2014

DOM CASMURRO

udenista

No clima eleitoral
separo o bem do mal.

Se clima eleitoral
reparo o mal que tem:

- o aparo tal que o bem
(o bem daqueles sem)

ampara o zen no sal.

Desse modo o clima
prepara o tal que vem

da perspectiva
nada desmedida

de uma só medida:

- a minha!
- A minha!!
- A MINHA!!!...

terça-feira, 7 de outubro de 2014

À NOITE, TROVA

Dia de prova
vem e renova

que com a prova
que sem a prova

o que comprova
do que renova?

Que nem aprova?
Que nada prova?

Que desaprova
o que reprova?

Que basta a nota?
(que bosta a nota...)

[à noite, trova!...]

RECADO ELEITORAL

aos meninos que não viram

Findou o primeiro turno
de volta para o futuro:

- por isso, porém, contudo
verifique, antes de tudo

(entre cético e incrédulo)
o vigésimo século
dos pretéritos aécios:

-- quando a tal desigualdade
era desigualdade tal

que qualquer barbaridade
mostrava uma qualidade

naturalmente natural.

[a normalidade do mal
(sua banalidade real)]

sexta-feira, 3 de outubro de 2014

SUPERQUADRA DA SAFADA FALTA DE LUZ

singela homenagem à CEB e carapuça àqueles que corrompem a política

À família

que famiglia

fez quadrilha

de Brasília.

quarta-feira, 1 de outubro de 2014

AO SENHOR DO TEMPO III

short report

Ainda tímida
timidazinha

(anágua antiga
de mariazinhas)

uma água arisca

numa descida
arrefecida

protochovia
tarde e vazia.

[chuvisca ainda]